Filmes & Livros

RESENHAS

Leia mais

Confira aqui as novidades

DESTAQUES

Leia mais

Novidades

LANÇAMENTOS

Leia mais

Resenha: Fazendo Meu Filme 3 - O Roteiro Inesperado de Fani




Titulo: Fazendo Meu Filme 3- O Roteiro Inesperado de Fani.Autora: Paula PimentaEditora: GutenbergPaginas: 419Ano: 2010Classificação: 











Sinopse: O livro começa com Estefânia Castelino Belluz, a Fani, personagem central do romance, retornando de uma temporada na Inglaterra com onze quilos a mais em relação ao início da viagem. Ao voltar para casa, percebe que sua mãe quer continuar dizendo o que ela deve ou não fazer, algo que ela não aceita muito bem, pois se acostumou a tomar as próprias decisões durante sua estada no exterior, vivendo longe dos amigos, da família e conhecendo melhor seus sentimentos.


Nesse terceiro livro, Fani vai ter que amadurecer ainda mais. Agora, ela vai ter de pensar qual curso de faculdade realmente é o mais indicado para ela e deverá se readaptar à antiga vida ao voltar do intercâmbio. Como consequência, irá passar por alguns conflitos familiares. Pela primeira vez, ela vai vivenciar a experiência de um namoro sério e vai ter de viver situações inteiramente novas por causa disso', afirma Paula Pimenta.




Resenha: Neste terceiro livro da série de fazendo meu filme, Fani acaba de voltar de seu intercâmbio de um ano na Inglaterra. Mas, aquela Fani que foi para a terra da rainha, não é a mesma que voltou para Belo Horizonte. Ela volta mais decidida, menos tímida, mais determinada, uma "nova" Fani. 



Tanto sua familia, como seus amigos, percebem essa mudança, e ficam meio sem saber como agir com esse novo jeito dela, e ela logo se sente perdida. Como se não fizesse mais parte daquele mundo, e fica com vontade algumas vezes de voltar para a vida que tinha na Inglaterra.


Logo no início, Fani descobre que não foi só sua forma de ser que mudou, e as pessoas de sua família e amigos, o seu peso também. Ela volta com 11 quilos a mais, o que a faz surtar (Fani amiga, entendo o seu desespero).
Mas isso não incomoda em nada ao Leo. 


Ah o Leo, sim depois de tantos obstáculos, e acontecimentos ainda quando ela estava no intercâmbio, finalmente eles estão juntos, e começam a viver um romance no estilo "filme de amorzinho" que a Fani tanto gosta. 
Se o Leo já era fofo, nesse livro ele consegue se tornar o dobro de antes. O amor entre eles é lindo, e os momentos deles juntos são apaixonantes. Assim que Fani chegou ao Brasil, Leo a presenteou com um CD que ele fez com músicas sobre sua volta ao Brasil, é cada mês de namoro, ele dá um novo CD a ela, como símbolo de mais um mês juntos. Tem como ser mais fofo?


" O Leo vinha me dando um CD por mês, para marcar nosso aniversário de namoro, que combinamos de comemorar sempre no dia 22 de cada mês, que foi o dia em que eu voltei da Inglaterra. Cada CD vinha com quatro músicas, para , segundo ele, representar cada uma das semanas que passamos juntos. "




"Eu não sei como, mas você consegue fazer com que eu me apaixone cada vez mais por você, mesmo que eu pense que isso não é possível, que não tem jeito de caber mais amor aqui dentro.


Mas claro que a vida de Fani não são só flores não é ? Apesar de estar radiante por enfim estar com o cara que ela ama, ela acaba enfrentando muitas coisas, como seu peso (o que acaba rendendo um dos momentos mais fofos e preocupantes da história), o vestibular que se aproxima, e sua mãe, que insisti que ela deve cursar advocacia. 
Sua mãe a inscreve em um cursinho preparatório para vestibular, crendo que o melhor para ela e sim, ser advogada, sem dar a mínima para o que e realmente o sonho da Fani, que e ser cineasta. 

E com essa maratona de estudos que ela enfrenta, seu namoro com Leo, acaba ficando meio que em segundo plano, já que sua mãe proibi alguns encontros para ela focar nos estudos. 
Outro ponto negativo desse emaranhado de coisas na vida dela: o ciúmes do Leo. Sim, ele é muito ciumento. O que só descobrimos agora no terceiro livro. Ele não supera o fato de Fani ter tido um namorado no intercâmbio, e quando há qualquer menção disso, ele se transforma, o que faz a Fani decidir apagar tudo que faça lembrar de Christian, para não prejudicar seu namoro. 
Até que coisas acontecem, e aí a coisa fica feia ...



"O destino pode ser cruel, como sua cartomante disse. O amanhã pode não existir, como escrevem os  poetas. O mundo pode até acabar, como os cientistas preveem. Mas nada vai ter força para apagar o meu sentimento. Você pode ir para longe, se esconder, sumir. Mas eu vou continuar te amando. Pra sempre!"





Confesso que gosto e não gosto deste livro. Gosto, porque ele nos detalha mais sobre a vida da Fani e do namoro com o Leo, até dos outros personagens, através dos emails que tem a cada final de capítulo, mas não gosto porque .. cara, como sofri nesse livro.
Sério, eu fiquei desesperada no quase final do livro. Me perguntava: meu Deus Paula, porque você tá fazendo isso? Chorei viu, como chorei. Fiquei tão revoltada a ponto de xingar Deus e o mundo com os acontecimentos marcantes e extremamente tristes do meio pro final do livro. 
Não darei muitos detalhes óbvio, para não estragar para quem não leu, mas se você tem o emocional fraco, se prepare, você irá reagir igualmente como eu. 

Claro, que depois de ler o último livro (que logo farei resenha), você entendi que tudo que aconteceu foi pro bem, mas antes disso bate aquela bad absurda e a revolta absoluta. 
Já da pra imaginar que o que acontece que me deixa assim é com nosso casal querido Fani e Leo né? Se ninguém sacou, agora vocês já tem um pequeno spoiler é uma pequena preparação pro psicológico de vocês rs.


Vocês vão querer em certo momento socar a Fani, no outro cuida dela. Vocês vão querer estrangular o Leo, e no outro vocês ... vão querer matar o Leo, com todas as forças rs. 
Sério, ate hoje não me recuperei não. Nas 8 vezes que li, fiquei abalada, é escrevendo sobre isso já fico de novo rs (Paula, você literalmente marcou meu coração pra sempre rs). Principalmente depois de um dos acontecimentos mais lindos de todo o namoro deles, vocês vão ao máximo de fofura e amor, para depois a tristeza extrema, culpa de quem? Um certo mocinho da Inglaterra mais um mocinho de Belo Horizonte rs ... ok, ok, sem revelar.

Mas apesar de tudo isso, é um livro muito fofo, com bastante acontecimentos, e sem ficar embolado um no outro.
Mas uma vez, Paula Pimenta conseguiu fazer uma leitura dinâmica, envolvente e te prender do inicio ao fim. Fora que no final do livro, meu ídolo mor, e citado na história, o que me faz me apegar mais ainda na personagem que o cita, e na história em si, por ele ter aparecido ( sério Paula, te amo pra sempre por isso rs)

Recomendo muito vocês lerem, apesar dos sofrimentos, vai valer muito a pena. 
E já preparem dobrado os corações, porque o próximo livro, e último (que dor senhor) dessa história magnífica, vem para destruir, e derrubar forninhos, geladeiras, mesas, cadeiras, almas, corações, tudo rs. Já tomem seus calmantes desde já rs. 


"Aqui, não existe apenas um final. Existem vários. Alguns deles são felizes. Outros não. Nessa sala de embarque, só me resta esperar pelo próximo fim. E torcer para que ele seja melhor.


Até a próxima. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Encontrei nas Entrelinhas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Renata Massa | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo